quinta-feira, 27 de março de 2014

Resenha: Uma Princesa de Marte


Uma Princesa de Marte

TÍTULO: UMA PRINCESA DE MARTE
AUTOR: EDGAR RICE BURROUGHS
PÁGINAS: 272
EDITORA: EDITORA ALEPH

SINOPSE:
A história conta a saga de John Carter, um veterano da guerra civil americana que de forma inesperada vai parar em Marte, ou Barsoom, como é chamado por seus habitantes, e é capturado por uma estranha raça de marcianos Tharks. O planeta agoniza pela falta de água e de ar, povoado por criaturas assustadoras e envolvidas em disputas internas. Graças à diferença gravitacional de Marte em relação à Terra, Carter adquire habilidades incomuns e acaba ganhando o respeito e a amizade dos habitantes. Também conhece Dejah Thoris, princesa de uma nação rival, por quem se apaixona e luta incessantemente. Esta divertida e inusitada história - que pode ser descrita como uma ficção científica com toques de romance - está sendo adaptada pela Disney para os cinemas, com estreia prevista para 2012, e serviu de inspiração para o diretor e roteirista de Avatar, James Cameron.

CRÍTICA:  Tenho que confessar que eu não esperava muito do livro, temas de alieníginas nunca foram meu forte. Mas, ao decorrer da história, Edgar conseguiu me prender. Apesar de demorar para ler, quase um mês (já que A Guerra dos Tronos me deixou sem vontade de ler qualquer outro livro), o livro pode ser lido em um dia, no máximo três.

A saga de John Carter me chamou atenção por um único nome: Barsoom. Mas, não pelos seres que lá vivem e nem pelo protagonista ir lá, mas, sim, por ser quase parecido com Blossom, aquela sere com Mayim Bialik (Amy!!!). Mas tentei ao máximo não me lembrar de TBBT enquanto lia.

Bem, vamos ao que interessa.

Uma Princesa de Marte conta a história de John Carter, um veterano da guerra civil, que, após ao fim da mesma, perdeu tudo. Em certo dia, junto ao seu amigo, parte para uma caverna, se é que posso chamar disso, onde, pelo que eu entendi, ele acaba indo para Marte. Mas, momento antes, seu amigo acaba sendo morto por índios, que começam a caça-lo. E, ao se refugiar na caverna, consegue segurança após os índios verem um estranho ser, não detalhado no livro.

(Acho que aquele seu fiel escudeiro em Marte, só acho).

E, quando ele acaba aparecendo em Marte, suas aventurar começam. Conheçe monstros nunca vistos antes (não me simpatizei com nenhum deles) e acaba se apaixonando por uma ET de pele vermelha que por lá vive. Apesar de ser um ET, ela se parece bastante com um humano, afinal por que Joh Carter iria querer ficar com um humanóide?

O grande :O da história eu acabei sabendo antes, por meio de um spoiler, mas tudo bem... Tem várias outras coisas bombásticas naquele livro que Meu Deus, não posso contar, afinal, é spoiler!

Resumindo, em meio a mortes (me esqueci de dizer que só se pode gargalhar com a morte de uma "pessoa"), uma dessas que ele acaba conseguindo um bom lugar dos "chefes" dos ET de pele verde, e muito romance, Edgar consegue te fascinar com uma história escrita há mais de UM século!!!

Estou louco para ler a continuação, "Deuses de Marte", e espero logo fazer resenha do mesmo!

2 comentários:

  1. Oi Paulo Henrique!
    Adorei o blog, Parabéns pelo aniversário de um ano!
    Cara, achei a resenha engraçada, leria só pela curiosidade rs
    beijos

    http://entree-virgulas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Está participando do sorteio de um ano do blog?
      Bem, o livro é muito bom!
      Abraços!

      Excluir